Atenção:

  • Os gráficos aqui publicados são da minha autoria, porém, muitos deles são baseados em imagens que encontro em blogs ou sites. Se sabe quem é o autor dum desenho, por favor envie-me o email da pessoa em causa para que possa contacta-lo.
  • Não publique ou distribua por email os gráficos, para partilhar, indique o endereço deste blog, assim estará a divulgar o meu trabalho e o seu amigo terá acesso não só a um, mas a todos os gráficos.
    Não use estes esquemas para fins comerciais, são feitos a pensar em ofertas ou pelo prazer de bordar, não faça lucro com a boa vontade dos outros.
  • A única forma de saber que estão a gostar e que devo continuar este projecto é ter retorno vosso. Agradeço que me enviem fotos dos vossos trabalhos (que terei gosto em publicar com a devida referência), comentem as mensagens, ou que sejam seguidores do blog.

Tecidos - continuação

Olá!
Estou em divida para convosco, mas só agora tive um pouquinho de tempo para terminar a conversa sobre linho, lugana e quadrilé.

Algumas das luganas que tenho ora são mais abertas ou fechadas, de cores cruas e neutras ou vivas, e  também com fios dourados ou prateados e cintilantes. Na foto. lugana com fio dourado, lugana crú, escura, creme e salmão. Nem sempre se encontram luganas a bom preço, e por vezes o barato acaba por sair caro. Neste caso chamo a atenção para o count vertical e horizontal não ser igual (é o caso das luganas dourada e creme). Nem sempre esta diferença se vê a olho nú, e muitas vezes a diferença nem é perceptivel com poucos pontos, mas se pensarem em fazer um trabalho geométrico tenham atenção a este pormenor antes de começarem. Marquem o tecido e confirmem se o comprimento marcado é igual para o mesmo número de pontos na vertical e horizontal.


Quadrilé, existe de muitas cores e feitios, com estampado, dourados, cintilantes, marmorizado... Eu pinto muitas vezes quer o quadrilé quer a lugana com tinta para tecido ou com chá preto para colorir, escurecer ou dar aquele ar «vintage».  
Na foto: quadrilé escuro com pintinhas, branco simples, trama de linho, com marcação, rústico, pintado de rosa, com linho acetinado, branco médio, azulão, lilás.  


Por fim, os linhos: estopa, linho métrico, linho comercial, colorido ou crú... É o material que mais gosto de usar, mas também é o mais caro!... O linho para ser bordado em ponto de cruz é a estopa ou métrico (linho fabricado com o cuidado da lugana, com fios uniformes na vertical e horizontal). O linho comercial, usado normalmente para lençois ou toalhas de mesa serve para bordado livre, mas não para bordar em ponto de cruz.
Na foto: tira de linho antigo de lençol, linho métrico com padrão colorido, linho antigo grosseiro, estopa escura, linho métrico branco, alinhado (percentagem de algodão e não é métrico) e na parte de cima: linho comercial fino.


Não sei esta mostra de tecidos vos ajudou a perceber a diferença e variedade que existe entre as telas, mas espero que vos desperte a curiosidade e procurem nas vossas retrosarias outros materiais diferentes daqueles que costumam usar. Em Portugal nem sempre encontramos uma grande variedade, mas cada vez mais se vêm novos produtos a circular nas retrosarias, vão espreitando!


Image

Sem comentários:

Enviar um comentário